Artigos

Quem é Ken Wilber? Filósofo e pensador


Ken Wilber, um dos maiores filósofos e pensadores contemporâneos, considerado o fundador do campo de Estudos Integrais, é uma das mais claras mentes e mais inteligentes vozes da atualidade. Ele foi chamado de o Einstein da Consciência" por sua síntese das mais importantes tradições psicológicas, filosóficas e espirituais do Oriente e do Ocidente.

Até o presente, Wilber escreveu 23 livros e centenas de artigos e ensaios, muitos dos quais foram publicados em mais de 30 idiomas (inclusive o Português). Ele é o escritor acadêmico mais traduzido dos EUA. Algumas de suas notáveis obras, já editadas em Português, são: O Espectro da Consciência, A Consciência sem Fronteiras, O Projeto Atman, O Paradigma Holográfico, Um Deus Social, Transformações da Consciência, O Olho do Espírito, A União da Alma e dos Sentidos, Psicologia Integral, Uma Teoria de Tudo, Boomerite, Espiritualidade Integral e Graça e Coragem.

Mas, no momento atual, em que diariamente surgem novas teorias, metodologias e práticas, o que existe de tão especial na obra de Ken Wilber? Simplesmente, ele conseguiu integrar todas as áreas do conhecimento em uma poderosa e revolucionária metateoria denominada Modelo Integral ou Sistema Operacional Integral.

Ao final da década de 1960, Wilber, então com 20 anos, interessou-se por compreender o desenvolvimento humano e empreendeu um exaustivo e intensivo estudo das principais escolas de psicologia ocidentais e das tradições de sabedoria orientais e oidentais, que deu origem ao seu primeiro livro, O Espectro da Consciência, escrito aos 23 anos (hoje ele está com 59). Àquela época, surgiu-lhe uma contradição aparentemente insolúvel: Freud afirmava que, para ser feliz, o ser humano deve fortalecer o ego e Buda dizia que, para ser feliz, deve morrer para o ego. Nessas situações, a reação da maioria das pessoas é aderir a uma opção: Freud está certo e Buda, errado ou vice-versa. Wilber, entretanto, não aceitou a idéia de que um deles, ambos gênios em sua concepção, pudesse estar totalmente errado, nascendo então a premissa fundamental que rege o pensamento wilberiano: todos estão certos, mas... parcialmente certos; ninguém possui a verdade completa (inclusive o próprio Wilber).

Daí em diante, seu trabalho centrou-se na busca de um sistema coerente que integrasse as verdades parciais das diferentes áreas do saber numa verdade que, embora ainda parcial, fosse mais abrangente. Seu universo de estudo inclui: Física, Química, Biologia, Medicina, Neurofisiologia, Bioquímica, Ecociências, Teoria do Caos, Ciências Sistêmicas, Complexidade, Matemática, Política, Economia, Sociologia, Negócios, Filosofia, Arte, Psicologia, Antropologia, Mitologia e Escolas Contemplativas e Místicas Orientais e Ocidentais, entre outras.

Em 1995, após mais de uma dezena de livros publicados, ele apresentou os fundamentos do Modelo Integral na obra seminal Sex, Ecology, Spirituality.

Até 1998 Wilber trabalhou praticamente de forma solitária. Nesse ano, recebeu uma doação de um milhão de dólares de um grupo de empresários norte-americanos que se encantou com suas idéias. Esse fato foi extremamente importante para a divulgação e desenvolvimento do Modelo Integral: ele fundou o Integral Institute. Alguns pensadores integrais, membros fundadores desse Instituto, são: Warren Bennis, Fred Kofman, Deepak Chopra, Robert Kegan, Francisco Varela, Roger Walsh, Frances Vaughan, Michael Murphy, Larry Dossey, Joe Firmage, George Leonard, Tami Simon, Alex Grey, Stuart Davis, Ed Kowalczyk, etc.

Atualmente, o Integral Institute possui um corpo de mais de 400 pensadores desenvolvendo, sob o enfoque integral, teorias e metodologias práticas nas seguintes áreas: Artes, Ciência Integral, Consciência, Criminologia, Direito, Ecologia, Educação, Educação Correcional, Espiritualidade, Feminismo, Finanças, Matemática, Medicina, Ministério Congregacional, Negócios e Liderança Empresarial, Política, Prática de Vida Integral, Psicologia, Redação, Saúde Pública, Serviço Social, Suicidiologia e Sustentabilidade. Além disso, em 2007 iniciaram-se as atividades da Integral University, que oferece programas de mestrado e doutorado à luz da Visão Integral.

Os esforços do Integral Institute estão concentrados no desenvolvimento e integração de teorias e metodologias que melhorem o desempenho e mantenham equilibradas quatro perspectivas fundamentais (Wilber as chama de quadrantes) presentes em tudo que compõe o universo: comportamental, intencional, cultural e social. Além disso, o Modelo Integral preocupa-se em integrar os diferentes e variados níveis de consciência das pessoas, tanto individual quanto coletivamente.

Ari Raynsford é Doutor em Engenharia Nuclear e Mestre em Engenharia Mecânica pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), e Engenheiro Naval pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Estuda a obra de Ken Wilber há dezoito anos e trabalha há oito na sua divulgação, ministrando palestras e cursos, e coordenando grupos de estudos.





Por Ari Raynsford

Outros Artigos

Mentoria Tradicional x Mentoria Estratégica

Algo que pode transformar o processo de desenvolvimento e aprendizagem.Quando pensamos em mentoria, imediatamente nos passa pela mente a figura de um "pai" ensinando algo ao seu "filho". Ou seja, alguém com muita experiência passando conhecimentos para outra pessoa. ...

por Renato Ricci

A Importância dos Valores na Construção de uma Cultura de Alto Desempenho

Resumo Valores estão no cerne da tomada de decisões. Quando trabalhamos em uma organização cuja cultura está alinhada com nossos valores pessoais, nos sentimos libertados. Somos capazes de nos dedicarmos integralmente ao trabalho. Trazemos ...

Barret Values Centre - Richard Barrett

O grande segredo: uma corrente é tão forte quanto seu elo mais fraco

O sucesso depende de todos os elos da corrente, mas uma pessoa só vai até onde o elo mais fraco permite ir. De acordo com Peter Drucker, “O dever fundamental da Administração é tornar possível às pessoas o trabalho ...

por José Augusto Wanderley

As mulheres e a negociação: sutis e persuasivas

“Não resta a menor dúvida de que as mulheres desenvolveram uma série de competências que são extremamente importantes para o sucesso numa negociação” Mais do que em qualquer outra época da história, as ...

por José Augusto Wanderley

Alguns motivos pelos quais saber negociar é indispensável para o sucesso de qualquer profissional

Se você quiser que uma outra pessoa decida e aja a seu favor e não contra você, a negociação é o caminho. O que pessoas, empresas ou nações são hoje é fruto das decisões e ações que fizeram ...

por José Augusto Wanderley